Radamés Lattari Filho

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa
Radamés Lattari

Conteúdo

Biografia

Radamés Lattari Filho (Rio de Janeiro, 15 de Julho de 1957), foi um técnico de vôlei do Flamengo de 1977 a 1979 e em 1984. Conquistou muitos títulos por diversos clubes e, mais tarde, comandou a Seleção Brasileira masculina campeã da Copa dos Campeões de 1997 e da Copa América em 1998, ainda dirigiu a equipe nos Jogos Olímpicos de Sidney 2000, que ficou com o sexto lugar.

Ele começou seu envolvimento com o esporte jogando vôlei pelo Botafogo dos 13 aos 16 anos. Não seguiu como jogador, abandonando as quadras em 1974, mas logo passou a ser auxiliar de Bebeto de Freitas no mesmo time, assumindo o comando quando este estava a serviço da Seleção Brasileira. Em sua carreira dirigiu times como o próprio Botafogo e ainda Flamengo, Tijuca Tênis Clube, CRB, América RJ, Atlântica Boavista, Atlético Mineiro e Canto do Rio. Foi técnico também em Portugal e na Itália, além das Seleções Cariocas Juvenil e Adulta. Trabalhou como assistente técnico de Enio Figueiredo na Seleção Brasileira feminina entre 1981 e 1984 e foi supervisor da mesma entre 1995 e 1996. Na Seleção Brasileira Masculina, esteve entre os anos de 1997 e 2000. Ajudou a revelar craques do esporte que brilhariam com Bernardinho nos anos seguintes como Gustavo, Dante, Nalbert, André Heller, Marcelinho, Ricardinho e Giba.

Formado em Educação Física, possui cursos também em Administração Esportiva e Psicologia Esportiva. Entre 2001 e 2003, foi superintendente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Em seguida, Radamés foi também dirigente do Flamengo entre 2002 e 2003. Assumiu o posto de vice-presidente geral do clube em outubro de 2002 no mandato tampão de Hélio Ferraz, eleito após o impeachment de Edmundo dos Santos Silva. Em março de 2003, deixou a vice-presidência para ser o Gerente Geral do Futebol, um cargo remunerado. Abaixo dele, foi contratado o supervisor Paulo Angioni. O futebol teve um ano melhor que o anterior, mas não conquistou títulos. O time foi vice da Copa do Brasil para o forte Cruzeiro de Alex e Vanderlei Luxemburgo. Deixou a diretoria no mês de outubro, após a saída de Oswaldo de Oliveira.

No ano de 2011, foi supervisor técnico do RJX, time de vôlei financiado pelo empresário Eike Batista. Em janeiro de 2014, voltou a trabalhar na CBV, desta vez como Diretor de Desenvolvimento. Teve um programa, o Programa do Radamés, no canal Esporte Interativo em 2014.

Também no ano de 2014, foi candidato a deputado federal pelo PSB, mas não se elegeu. Teve apenas 5.745 votos. Seu pai, Radamés Lattari, também foi um grande dirigente do Flamengo, sendo vice-presidente de Futebol por duas ocasiões: 1961 e 1972. Sócio Benemérito, foi ainda vice-presidente social, diretor de Atletismo, diretor de Basquete e candidato a presidente em 1977, perdendo para a Frente Ampla pelo Flamengo (FAF) de Márcio Braga. Radamés Lattari, o filho, é sócio-proprietário desde 1992 e pode voltar a ocupar cargos no clube. Ele apoiou a candidatura de Eduardo Bandeira de Mello em 2012.

Títulos

Flamengo

Atlético Mineiro

  • Campeonato Mineiro: 1983

AABB Brasília

  • Campeonato Brasiliense: 1989

Leixões

  • Taça Portugal: 1990

Banca Sassari

  • Campeonato Italiano - Série A-2: 1994

Seleção Brasileira

  • Copa dos Campeões: 1997
  • Copa América: 1998
  • Campeonato Sul-Americano: 1997 e 1999

Links Externos

Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas