Flamengo x Sírio Libanês - Jogo do Título do Campeonato Carioca de 1957

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo

Introdução

Pela sétima vez consecutiva repete o Rubro-Negro o feito e por coincidência, sempre antes do término normal do Campeonato Carioca. O título veio após a vitória contra o Sírio por 63x50.

História

Devidos os compromissos da FMB e da CBB, o Campeonato Carioca de Basquetebol Masculino de 1957, teve seu término no mês de Março de 1958.

Quando foi interrompido, perdurava a dúvida quanto ao destino do certame, uma vez que a equipe do Vasco vinha cumprindo boa campanha e se igualava ao Flamengo, ameaçando seriamente ao quinteto orientado por Togo Renan Soares.

Na fase decisiva do certame, ja na disputa de 58, sofreu o time de São Januário um tropeço, deixando o Flamengo com a vantagem de um ponto. Restaram então dois compromissos dificies para os reais candidatos, jogando contra o Sírio Libanês, antes de se defrontarem num prélio que tinha muito de sensacional.

O Vasco da Gama jogando contra o Sírio não resistiu ao grêmio da Rua Marquês de Olinda, aumentando a diferença para dois pontos. O Flamengo precisava derrotar a forte equipe do Sírio para conquistar o Heptacampeonato Carioca de Basquete.

O Jogo

No encontro Flamengo x Sírio, realizado no ginásio do Tijuca, a equipe orientada por Kanela, demonstrando fibra, classe e amor à camisa que vestia, conseguiu suplantar o adversário que estava credenciado e disposto a modificar novamente o rumo dos acontecimentos no campeonato carioca de basquete.

Foi um duelo que empolgou deveras ao numeroso público que lotou as arquibancadas do ginásio tijucano, muito embora, na mesma noite, tivesse sua realização um interessante encontro de futebol no Maracanã.

O primeiro tempo, então, foi um pingue-pongue tremendo no marcador, com vantagens que se alternavam constantemente.

Chegou o tempo final, com um "suspenso" tremendo na torcida, mormente a rubro-negra, dado ao empenho do time do Sírio. Finalmente, na altura dos 41x34, o Flamengo demonstrou que caminhava firme para à vitória, bem orientado pelo seu treinador, resultando num marcador final de 63x50, que valeu pelo título, ficando apenas o encontro diante do Vasco como um complemento do Campeonato.


Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas