Flamengo 6x0 Botafogo - Campeonato Carioca de 1981

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa
Gol do Flamengo no Jogo

Conteúdo

História

Placar do histórico confronto

A vingança da goleada de 6x0 imposta pelo Botafogo sobre o Flamengo viria nove anos depois. Com uma ironia a mais: do lado de lá, estava Jairzinho, um dos responsáveis pela humilhação de 1972, no dia do aniversário do Flamengo.

O Jogo

Andrade comemora o sexto gol rubro-negro. Foto: Placar
Foto: www.colecaofla.com
Capa Placar.jpg

Nem bem o Flamengo fez 1x0, logo aos 6 minutos, e os rubro-negros explodiram em coro: "Queremos seis, queremos seis, queremos seis!" A resposta veio na mesma hora: "6x0, 6x0, 6x0", eram os botafoguenses relembrando a goleada de 1972. Naquele instante, os jogadores também sentiram no ar: "Esta não será uma partida comum." O ponta Tita chegou a se assustar. Ele, aos 13 anos, era o único jogador do Flamengo que estava presente no Maracanã naquele trágico 15 de novembro: "Eu tinha perdido a preliminar do dente-de-leite para o Botafogo por 1x0. Fiquei para assistir os profissionais e, a cada gol que levávamos, pensava: será que um dia eu desconto isso?"

Só dá Flamengo - dois, três, quatro gols. Adílio, Júnior fazem o que bem entendem. O goleiro Paulo Sérgio grita. Mas todos de camisa preta e branca parecem sonâmbulos.

Em campo, Adílio sofre pênalti. Zico vai bater - e olha para a imensa mancha preta e vermelha que cobre a arquibancada. Ele escapou por pouco daqueles 6x0 de 1972 - estava concentrado, mas acabou cortado pelo então técnico Zagallo: "Vai pra casa, Zico, que hoje não precisamos de você." Durante o jogo, o grito de Júnior parece sem sentido: "Corram, corram!".

Todos estavam correndo, mas Júnior queria mais. Afinal, ele estava completando exatas 500 partidas com a camisa do Flamengo. Faltam cinco minutos. Muitos riem com os 5x0. Mas o grosso da galera exige mais um gol. A bola rebatida sobra para Andrade, que dispara um foguete. É o sexto.

Jairzinho, que entrou no Botafogo no segundo tempo esperando virar os 4x0, levanta os braços em desespero: "Não pode ser, é muita crueldade", lamenta-se o único sobrevivente daqueles 6x0 para o Botafogo, que ele ajudou a construir marcando três - um deles de letra.

A torcida do Flamengo agora podia respirar aliviada. O troco fora dado.

Vídeo

{{#ev:youtube|T73uC6P-raU}}

Ficha Técnica

8 de Novembro de 1981 - Maracanã
Flamengo 6 x 0 Botafogo

Juiz: Édson Alcântara do Amorim (MG)
Renda: Cr$ 15.031.600
Público: 69.051

Gols: Nunes 7, Zico 27, Lico 33 e Adílio 40 do 1o. Zico (pênalti) 30 e Andrade 42 do 2o;
Cartões Amarelos: Júnior e Perivaldo

Flamengo: Raul, Leandro, Figueiredo, Mozer e Júnior; Andrade, Adílio e Zico; Tita, Nunes e Lico. Técnico: Paulo César Carpegiani
Botafogo: Paulo Sérgio, Perivaldo, Gaúcho, Osvaldo e Jorge Luiz; Rocha, Mendonça e Ademir Lobo; Édson (Jairzinho), Mirandinha e Ziza. Técnico: Paulinho de Almeida.

Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas