César Augusto Cielo Filho

De Flapédia
Ir para: navegação, pesquisa
Cielofla.jpg
César Augusto Cielo Filho
César Cielo
Natação masculina
Participação em Jogos Olímpicos
Ouro Pequim 2008 50m livre
Bronze Pequim 2008 100m livre
Bronze Londres 2012 50m livre
Participação em Pan-americanos
Ouro Rio 2007 50m livre
Ouro Rio 2007 100m livre
Ouro Rio 2007 4x100m livre
Ouro Guadalajara 2011 50m livre
Ouro Guadalajara 2011 100m livre
Ouro Guadalajara 2011 4x100m livre
Ouro Guadalajara 2011 4x100m medley
Prata Rio 2007 4x100m medley

Conteúdo

Introdução

César Augusto Cielo Filho (Santa Bárbara d'Oeste - SP, 10 de Janeiro de 1987) é um nadador brasileiro, campeão olímpico dos 50 metros livre nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, campeão e recordista mundial dos 100 metros livres e campeão mundial dos 50 metros livres em Roma, em 2009. Ganhou três medalhas de ouro e uma medalha de prata nos Jogos Panamericanos de 2007, no Rio de Janeiro.

Recordista mundial dos 50 e 100m livres em piscina olímpica, também detém os recordes brasileiro e sul-americano nos 4x100m livres e 4x100m medley em piscina olímpica, dos revezamentos 4x50m livres em piscina curta (25 metros) e longa (50 metros), e dos 4x200m livres em piscina curta. Medalha de ouro nos 50m e 100m livre do Grand Prix de Missouri/EUA 2008.

César Cielo mora, estuda e treina na cidade de Auburn, nos Estados Unidos, na Universidade de Auburn. Foi considerado pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes do ano de 2009.

Dados

César Cielo

Nome Completo: César Augusto Cielo Filho
Dia do Nascimento: 10 de Janeiro de 1987
Nascimento: Santa Bárbara d'Oeste (SP)
Altura: 1,95m
Peso: 80 kg

Carreira

Início

Cielo começou no Esporte Clube Barbarense em outubro de 1994, na cidade paulista de Santa Bárbara d'Oeste, onde nasceu. Em 2003, transferiu-se para o Esporte Clube Pinheiros, onde treinou por dois anos ao lado de Gustavo Borges, inclusive recebendo do mesmo, como presente, o maiô utilizado por ele nas Olimpíadas de Atenas 2004.

2006

Em 2006, Cielo se transfere para Auburn, nos Estados Unidos, após obter uma bolsa para a Auburn University. Começa a se destacar no cenário nacional, ao quebrar o recorde sul-americano de Fernando Scherer nos 100m livres, de 48s69, que perdurava desde 1998. Cielo, à época, fez o tempo de 48s61.

2007

Cielo foi finalista no 12º Mundial de Esportes Aquáticos de Melbourne 2007 nos 100m livre (4º lugar), 50m livre (6º lugar) e no 4x100m livre (8º lugar). Nessa ocasião, se consolidou como maior velocista brasileiro na natação, ao quebrar o recorde sul-americano dos 50m livres de Fernando Scherer. Posteriormente, ajudou os revezamentos 4x100m livre e 4x100m medley brasileiros a se classificarem para as Olimpíadas de 2008. Ganhou 3 medalhas de ouro e 1 medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007, e na ocasião foi o primeiro nadador da América do Sul a nadar os 50m livres abaixo de 22 segundos.

2008

Nos Jogos Olímpicos de 2008 em Pequim ganhou a primeira medalha de bronze na prova dos 100 metros livre, ficando atrás somente do francês Alain Bernard e do Austrália|australiano Eamon Sullivan.

Na outra prova que participou, na semifinal dos 50 metros livre, César Cielo quebrou o recorde olímpico com o tempo de 21s34, que pertencia a Alexander Popov desde as Olimpíadas de Barcelona em 1992. Na final da prova dos 50 metros livre, ganhou a medalha de ouro, quebrando novamente o recorde olímpico com o tempo de 21s30, ficando a dois centésimos do recorde mundial (21s28) e se tornou o primeiro brasileiro campeão olímpico na natação. Até a medalha de ouro de César Cielo, os melhores resultados da natação do Brasil haviam sido obtidos por Ricardo Prado, que ganhou a medalha de prata nos 400 metros medley nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, e por Gustavo Borges, que ganhou a medalha de prata nos 100 metros livre nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, e a medalha de prata nos 200 metros livre nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996.

Data (em Pequim) Evento Resultado Tempo
16 de agosto 50m livre Ouro 21.30
14 de agosto 100m livre Bronze 47.67

2009

Na seletiva americana de 2009, na prova dos 50m livres, Cielo fez o tempo de 21s14 na final B (não poderia participar da final A por não ser americano), conseguindo o melhor tempo entre todos os competidores, batendo o recorde das 3 Américas e ficando a 0,20s do recorde mundial de Frederick Bousquet, obtendo na ocasião o 2º melhor tempo da história da prova pela 2a vez na carreira (a primeira foi na final olímpica de 2008).

No Campeonato Mundial de Roma 2009, levou o revezamento 4x100m livres do Brasil ao 4º lugar, junto com Nicolas Oliveira, Guilherme Roth e Fernando Silva. Nesta prova, César Cielo abriu com o tempo de 47s09, ficando a 0,04s do recorde mundial de Eamon Sullivan, obtendo o 2º melhor tempo da história dos 100m. livres. Na final dos 100 metros livres, Cielo conquistou o ouro vencendo o campeão olímpico Alain Bernard e batendo o recorde mundial da prova com 46s91, entrando no seleto panteão dos nadadores que obtiveram em suas carreiras ouro olímpico, ouro no mundial e recordes mundiais. Na final dos 50 metros livres, Cielo venceu o recordista mundial Frederick Bousquet e conquistou o ouro com 21s08, batendo o recorde da competição e o sul-americano. O brasileiro entrou para a história da natação, sendo o terceiro atleta a conquistar o ouro nos 50 m livre nos Jogos Olímpicos e no Mundial de forma consecutiva. Somente o russo Alexander Popov e o americano Anthony Ervin haviam conseguido esta marca. E, finalizando, nos 4x100 metros medley, numa disputa onde os 4 primeiros da prova bateram o recorde mundial dos EUA de Pequim 2008, levou o Brasil ao 4º lugar, junto com Guilherme Guido, Henrique Barbosa e Gabriel Mangabeira, muito próximo das medalhas de bronze e prata da prova. Suas duas medalhas de ouro no mundial levaram o Brasil ao melhor desempenho na história dos campeonatos mundiais de esportes aquáticos.

Cielo tornou-se o sexto brasileiro a conquistar um recorde mundial em piscina longa na natação, após Maria Lenk, Manuel dos Santos, José Sylvio Fiolo, Ricardo Prado e Felipe França.

Em dezembro, ao participar do Open em São Paulo (última prova oficial com uso dos supermaiôs tecnológicos no Brasil), Cielo bateu o recorde mundial dos 50 metros livres na final, com o tempo de 20s91.

2010 - Flamengo

César Cielo ao centro

Em 2010, Cielo volta ao Brasil como atleta do Clube de Regatas do Flamengo para, junto com Henrique Barbosa e Nicholas Santos, resgatar a grande tradição do mais querido na natação, que já contou com atletas consagrados como Fernando Scherer (o Xuxa), Ricardo Prado, Maria Lenk, Mariana Brochado e a atual presidente do clube Patrícia Amorim, entre outros. Cielo, na prática, continua treinando efetivamente em Auburn, EUA, o que vem realizando desde 2006; e com o técnico Albertinho, que continua no Pinheiros. Cielo vai representar o Flamengo em 3 competições nacionais no ano de 2010: Troféu Maria Lenk (maio), Troféu José Finkel (setembro) e Open de São Paulo (novembro).

Ver também

Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas